COMO O RH PODE TER AÇÕES MAIS PERSONALIZADAS? | Salt & Falconi

Essa pergunta foi central em trecho da nossa live com Fernando Ladeira Fernandes, MSc, Sócio e Head of Business Unit People na Falconi, mediada pelo Renan Nishimoto, CEO da Salt RH.

Fernando conta sobre o início de sua trajetória na área de Recursos Humanos e diz que a questão da necessidade de personalização das ações para diferentes grupos de pessoas foi justamente o que levou a Falconi a investir em People Analytics.

Sem esse olhar para os números grandes empresas podem tomar ações generalistas e cometer erros, porque não conseguem conhecer de fato o colaborador e suas necessidades.

E Renan comenta o potencial do People Analytics nesse sentido, que inverte a lógica dos processos de gestão da empresa: olhando primeiro para o indivíduo, o compreendendo como único, e depois enxergando o coletivo.

Assim, é possível agrupar as pessoas com necessidades comuns para executar planos de ação assertivos.

Confira esse trecho para entender mais sobre a questão e confira os conteúdos do nosso blog para conhecer mais o mundo do People Analytics.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 10 =

Mapa do site

© 2024 · MineHR – Todos os direitos reservados