O People Analytics como promotor de engajamento nas organizações

Entenda como o People Analytics pode potencializar o engajamento dos colaboradores nas organizações

Texto por: Thuany Gibertini

Engajamento nas organização é a conexão estabelecida entre a empresa e o colaborador, que está diretamente ligada à motivação profissional. Essa conexão é construída pela empresa ao longo de toda a jornada do colaborador e demanda cooperação coletiva, incluindo gestores e funcionários.

O olhar atento para o engajamento garante à organização uma força de trabalho satisfeita, portanto, produtiva. Sendo assim, as empresas precisam se fazer mais atentas a metodologias e ferramentas que possam ajudar na metrificação e potencialização do engajamento.

Uma das melhores alternativas é o People Analytics, um novo modelo de gestão de pessoas, que entre outras funções, é capaz de medir e predizer o engajamento dos colaboradores de uma empresa.

Além disso, o conjunto de análises e métodos estatísticos é capaz de traçar cenários e sugerir ações que podem contribuir para aumentar essa conexão.

Assim, o People Analytics age como um promotor do engajamento nas organizações. Neste artigo vamos apresentar diferentes cases que comprovam a eficácia dessa relação.

Como anda o engajamento?

Segundo um estudo de 2019 da Deloitte, 85% dos funcionários do mundo não estão engajados ou estão desengajados em relação aos seus trabalhos. Essa pesquisa foi realizada com aproximadamente dez mil entrevistados de 119 países.

E o estudo ainda aponta que uma das mudanças significativas que as empresas precisarão fazer é sair da “experiência do funcionário” para a “experiência do humano”. 84% dos entrevistados consideram essa uma questão importante, enquanto outros 28% a classificaram como urgente.

Esses números mostram como estamos em um cenário de baixa no engajamento, ainda são poucas as empresas que de fato colocam essa questão como central e investem nisso.

People Analytics como promotor de engajamento

Muitas empresas ficam estacionadas em achismos, por exemplo, acreditam que o engajamento de todos os funcionários está ligado ao fator financeiro e passam a reconhecer colaboradores com bonificações. Contudo, como já dito, o engajamento é uma construção, não é possível comprá-lo.

Além disso, o engajamento individual está extremamente ligado à motivação, que é uma questão única para cada indivíduo. Sendo assim, sem a devida identificação do que motiva cada pessoa ou área, a empresa pode gastar tempo e recursos a toa e não obter resultado.

O People Analytics fornece ao RH a possibilidade de um processamento de dados em níveis tão específicos que permite a compreensão dos comportamentos individuais. Assim, a empresa consegue chegar na necessidade individual de cada funcionário.

Essa investigação permite que a organização crie diferentes respostas para diferentes grupos com necessidades em comum, personalizando os planos de ação.

E é justamente essa possibilidade de personalizar as ações que faz do People Analytics um promotor do engajamento nas organizações. Já que, cada colaborador terá motivações e uma jornada diferente para atingir e manter o engajamento dentro da empresa.

Vamos te apresentar três cases de sucesso que ajudam a tangibilizar esse sucesso do People Analytics como potencializador do engajamento em uma empresa, confira:

1 – Engajamento na Shell

Um case divulgado pela AIHR Academy em uma coleção de cases de estudo de People Analytics foi o da Shell. A empresa vincula desempenho empresarial às melhores práticas de segurança.

E a partir da aplicação do people analytics, a empresa conseguiu aumentar o engajamento dos funcionários em 1% o que resultou em uma queda de 4% na “recordable case frequency”, um padrão de segurança chave na indústria.

Assim, a Shell ganhou em engajamento, segurança e desempenho dos negócios.

2 – Best Buy: Talent Analytics

Outro case de people analytics relacionado ao engajamento divulgado na lista da AIRH Academy, que também foi publicado em um artigo da Harvard Business Review, é o da Best Buy.

No artigo da HBR os autores descrevem que algumas organizações “podem identificar com precisão o valor de um aumento de 0,1% no engajamento entre os funcionários de uma determinada loja”.

É o exemplo da Best Buy, a empresa observou que um aumento de 0,1% no engajamento resulta em mais de US $ 100.000 em receita operacional anual por loja.

Esse resultado e a sua importância motivou a Best Buy a fazer pesquisas de engajamento dos funcionários trimestralmente, em vez de anualmente.

3 – Lockheed Martin

Segundo a Harvard Business Review, a Lockheed Martin desenvolveu um sistema de gestão de desempenho que vincula a performance de cada funcionário aos objetivos organizacionais da empresa.

Esse sistema é automatizado e realiza a coleta de dados da avaliação de desempenho ao longo do ano, permitindo que esses dados possam ser cruzados com outras informações de gestão.

Isso permite que a Lockheed Martin identifique os seus melhores talentos para alocá-los em programas especiais ou ainda monitore funcionários que precisem de melhorias em certas áreas, por exemplo.

People Analytics e engajamento: uma vantagem competitiva

Segundo os autores do artigo da Harvard Business Review que divulga os dois últimos cases apresentados:

— O desempenho organizacional futuro está inextricavelmente ligado às capacidades e motivações do pessoal de uma empresa. Organizações que usaram dados para obter insights de capital humano já têm uma vantagem competitiva difícil de replicar.

O people analytics permite às empresas a obtenção de uma compreensão profunda e assertiva de problemas e contextos. Além de entregar predições e prescrições com cenários futuros e possibilidades de planos de ação.

E é esse conjunto de oportunidades que a empresa ganha ao aderir a esse novo modelo de gestão de pessoas, que lhe garante essa vantagem competitiva citada.

Afinal, a atuação do people analytics como promotor do engajamento é apenas uma das possibilidades de muitas. E só essa aplicação da prática já garante mais motivação e, consequentemente, produtividade em nível individual.Quer saber mais sobre o People Analytics e como ele pode potencializar o engajamento na sua na sua empresa? Entre em contato com a MINEHR e acompanhe nossos conteúdos nas redes sociais.

*Créditos da Imagem de destaque: Freepik

#RHedados #engajamento #RHestratégico #PeopleAnalytics #peopleanalyticseengajamento


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =

Mapa do site

© 2024 · MineHR – Todos os direitos reservados